Objetivos de Atenção à Saúde da Mulher
Núcleo Integrado de Atenção à Saúde da Mulher da 28ª Enfermaria
da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro
Serviço de Ginecologia do Prof. Silvio Silva Fernandes

População Alvo
A 28ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro visa atender mulheres carentes não assistidas pelo sistema de saúde vigente, que necessitam de cuidado especializado sendo capaz de abranger pacientes de todas as idades e que apresentem características biológicas ou psíquicas que indiquem sua inclusão. A estimativa do número de atendimentos ambulatoriais, com a reforma programada, é cerca de 1200 pacientes/mês, com 100 cirurgias/mês.
Objetivos
Criar mecanismos que permitam a prevenção e não somente o tratamento de doenças estabelecidas.
Organizar atividades destinadas a conscientizar primeiramente a comunidade médica, visando uma prestação de saúde uniforme e de alto nível técnico-científico para a população feminina.
A informação médica visará atitudes preventivas em:
Recursos Humanos
Temos um Staff de 40 Médicos VOLUNTÁRIOS, habilitados para atendimento ginecológico como um todo, especificamente na área de Ginecologia, Mastologia, Infertilidade, Climatério, Anticoncepção, além de Cardiologistas, Reumatologistas, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Psicólogas, também todos VOLUNTÁRIOS, capacitados para trabalhar com os médicos e no atendimento à população.
Contacto Inicial
A mulher, ao chegar a 28ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, é encaminhada para o ginecologista ou profissional de saúde da equipe que estabelecerá, em conjunto com ela, suas necessidades, encaminhando-a para a área específica.
Consulta Médica
O ginecologista deve registrar em formulário próprio, todos os dados referentes ao registro da paciente através de:
Após a consulta com o ginecologista à paciente devem ser solicitados os exames complementares necessários, conforme o caso:
A paciente deve ser referida para consulta com o reumatologista, a psicóloga, cirurgião plástico, mastologista ou nutricionista, conforme o caso.
A partir do resultado dos exames, será instituída orientação terapêutica adequada (clínica ou cirúrgica), inclusive hormonal, quando for o caso.
Toda vez em que houver suspeita de câncer de mama, sugerida pela mamografia, realizaremos estereotaxia para assegurar que a região da mama afetada será investigada de maneira apropriada.
Nos casos de câncer de mama, para as pacientes que porventura tiverem indicação para a mastectomia radical, o cirurgião plástico do Núcleo será chamado para avaliar a oportunidade e a indicação da realização da reconstrução da mama amputada. Diga-se que a enfermaria mantém mastologistas e cirurgiões plásticos com adequado treinamento nas técnicas de mastectomia com reconstrução imediata.
Com esta medida estaremos preenchendo uma lacuna no atendimento de nossas pacientes carentes que não têm acesso a este tipo de atendimento e tratamento.
Considerações Finais
A 28ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro tem-se apresentado, ao longo dos anos, berço de vários estudos científicos voltados para a área da pesquisa médica.
Praticamente todas as novas drogas que irão ser comercializadas aí passam por pesquisa, onde as pacientes são arroladas nos estudos, onde recebem toda a assistência médica, além dos medicamentos.
A 28ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro tem organizado, ao longo dos anos, um número significativo de Simpósios e Congressos, com a intenção de prover informações atualizadas aos profissionais de saúde.
Na 28ª Enfermaria da Santa Casa nasceu a Sociedade Brasileira do Climatério (SOBRAC), hoje com cerca de 1.500 associados, com o Prof. Alkindar Soares.
Seus médicos participam de inúmeras atividades didáticas e ligadas também às entidades de classe, bem como consultores do Ministério da Saúde para assuntos de Climatério e Anticoncepção, tendo participado ativamente da confecção dos manuais de procedimentos nestas áreas.
Portanto, a 28ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro pode estabelecer um novo modelo de atendimento às populações carentes do Estado e do Município do Rio de Janeiro onde as grandes beneficiárias serão as mulheres cariocas e fluminenses.