(21) 2544-2123 / 8840-2123

Serviços disponíveis no Ambulatório da 28º Enfermaria

 Serviço de Ginecologia – Serviços disponíveis no Ambulatório da 28º Enfermaria.

 

 

 

AMBULATÓRIO ESPECIALIZADO

  • Ginecologia geral
  • Ginecologia Infanto Puberal
  • Planejamento Familiar
  • Infertilidade
  • Doenças da Mama
  • Menopausa
  • Doenças do Colo do Útero
  • Incontinência Urinária
  • Fisioterapia Ginecológica
  • Nutrição

 

EXAMES

  • Preventivo Ginecológico
  • Colposcopia
  • Urodinâmica

 

ULTRA-SONOGRAFIA

  • Ginecológica e Obstétrica
  • Transvaginal
  • Mama
  • Core Biopsy

 

VIDEOENDOSCOPIA

  • Videohisteroscopia
  • Videolaparoscopia

 

CIRURGIA

  • Mama
  • Ginecológica
  • Videoendoscopia Ginecológica

CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

  • Curso de Ginecologia
  • Curso de Clínica Ginecológica
  • Curso de Mastologia ´
  • Curso de Clínica Mastológica

INSCRIÇÕES   ABERTAS

 

XI Jornada de Ginecologia 28.11.15

 

Jornada 2015IMG_0091

 

Programa XI Jornada Ginecologia Sta Casa 2015 

XI Jornada de Ginecologia
28a Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia
Rio de Janeiro / 2015
Local: Auditório AMIL / Av. das Américas, 4.200 – bl.3 – Ed. São Paulo – Barra da Tijuca
Data e Horário: 28  de Novembro de 2015, das 8h às 17h.

INSCRIÇÕES GRATUITAS
( TEL: 2544-2123 / EMAIL: enfermaria28@ig.com.br )

X Jornada de Ginecologia 04.10.2014

Amil (6) (800x547) Amil (23) (800x533) Amil (42) (800x533) Amil (227) (800x533) Amil (233) (800x533) Amil (221) (800x533)X Jornada

X  Jornada de Ginecologia
28a Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia
Rio de Janeiro / 2014
Local: Auditório AMIL / Av. das Américas, 4.200 – bl.3 – Ed. São Paulo – Barra da Tijuca
Data e Horário: 04 de Outubro de 2014, das 8h às 17h.

PROGRAMA – 4 de outubro de 2014

8h30 às 9h – Entrega de material
9h às 10h20 – Mesa-redonda: quando começar e quando terminar
9h às 9h20 – Terapia Hormonal – Hugo Miyahira (RJ)
9h20 às 9h40 – Fertilização de Baixa Complexidade no consultório – Paulo Gallo (RJ)
9h40 às 10h – Contracepção Hormonal – Jarbas Magalhães (SP)
10h às 10h20 – Debate – Moderador: Mário Vicente Giordano (RJ)
10h20 às 10h40 – Coffee Break
10h40 às 12h – Mesa-redonda: dúvidas frequentes
10h40 às 11h – Urodinâmica: quando solicitar e como interpretar – Almir Antonio Urbanetz (PR)
11h às 11h20 – Calendário Vacinal. Quais as Novidades? – Tânia Cristina B. Petraglia (RJ)
11h20 às 11h40 – HPV – Atualidades na Classificação e Conduta – Claudia Jacyntho (RJ)
11h40 às 12h – Debate – Moderador: Elizabeth Martins (RJ)
12h às 13h20 – Painel Lunch Box: miniconferências Lesões ovarianas que devemos ter atenção

Etelvino Trindade (DF) (30 min.)
Presidente: Paulo Maurício Soares (RJ)
Prolactinomas, como atuar?
Paulo Niemeyer (RJ) (30 min.)
Presidente: Marcelo Burlá (RJ)

13h30 às 15h – Painel: quando indicar x não indicar
13h30 às 13h50 – Mioma uterino: embolização, laparoscopia, histeroscopia e laparotomia – Ricardo Lasmar (RJ)
13h50 às 14h10 – Aconselhamento Genético no Câncer de Mama e Ovário – Agnaldo Lopes da S.Filho (MG)
14h10 às 14h30 – Esvaziamento Axilar no Câncer de Mama – Carlos Ricardo Chagas (RJ)
14h30 às 15h – Debate – Moderador: Renato de Souza Bravo (RJ)
15h às 15h20 – Coffee Break
15h20 às 16h40 – Mesa-redonda: controvérsias
15h20 às 15h40 – TH x Câncer de Mama – Antônio Carlos Jardim (RJ)
15h40 às 16h – Contracepção Hormonal x Câncer de Mama – Nilson Roberto de Melo (SP)
16h às 16h20 – Hormonioterapia x Doença Cardiovascular – Maria Celeste Osório Wender (RS)
16h20 às 16h40 – Debate – Moderador: Silvio Silva Fernandes (RJ)
17h – Cerimônia de Encerramento – Entrega do Prêmio

AMIL de Medicina – Prof. Alkindar Soares

18h – Jantar

Introdução

A 28a Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro está inserida no contexto da assistência à população do Estado do Rio de Janeiro, prestando atenção à população feminina carente do Estado na área de Saúde Reprodutiva que inclui atendimento em Ginecologia Infanto-Puberal, Menacme, Climatério, Anticoncepção, Patologia Cervical, Mastologia, Uroginecologia e Infertilidade de maneira isolada.

Na verdade a proposta de atendimento visa cobrir todas as fases pelas quais a mulher atravessa ao longo da vida: criança, adolescente, adulta e climatérica. Cada uma dessas fases carece de atenção especializada que virá a ser suprida pelo Núcleo Integrado de Atenção à Saúde da Mulher da 28a Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro.

Ocorre que este atendimento carece de recursos para criar o Núcleo Integrado de Atenção à Saúde da Mulher da 28a Enfermaria da Santa Casa do Rio de Janeiro.

Este Núcleo tem por finalidade integrar o atendimento nas diversas áreas da Clínica Ginecológica, oferecendo melhor qualidade de atenção à mulher.

A 28a Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia é, também, Centro de Referência do Ministério da Saúde para Climatério e Anticoncepção, além de ser reconhecida pela Sociedade Brasileira de Mastologia.

Nela é desenvolvido, paralelo ao atendimento médico, um setor de ensino, onde são ministrados cursos de Especialização em Mastologia e Ginecologia (através do Centro de Estudos de Pós-Graduação da Santa Casa – CESANTA e Pós-Graduação da Universidade Santa Úrsula); funcionam ainda o Internato da Faculdade de Medicina da Universidade Estácio de Sá, também reconhecidos pelo Ministério da Educação e Cultura e pela Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO).

Vacina brasileira contra a Aids

Uma vacina brasileira contra o vírus HIV, causador da Aids, começará a ser testada em macacos no segundo semestre deste ano. Com duração prevista de 24 meses, os experimentos têm o objetivo de encontrar o método de imunização mais eficaz para ser usado em humanos. Concluída essa fase, e se houver financiamento suficiente, poderão ter início os primeiros ensaios clínicos.

Denominado HIVBr18, o imunizante foi desenvolvido e patenteado pelos pesquisadores da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) Edecio Cunha Neto, Jorge Kalil e Simone Fonseca. Atualmente, o projeto é conduzido no âmbito do Instituto de Investigação em Imunologia, um dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), um programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), apoiado pela Fapesp no Estado de São Paulo.

O trabalho teve início em 2001, com apoio de um Auxílio Regular sob a coordenação de Cunha Neto. Em parceria com Kalil, o pesquisador analisou o sistema imunológico de um grupo especial de portadores do vírus que mantinham o HIV sobre controle por mais tempo e demoravam para adoecer. No sangue dessas pessoas, a quantidade de linfócitos T do tipo CD4 — o principal alvo do HIV — permanecia mais elevada que o normal. De acordo com Cunha Neto, já se sabia que as células TCD4 são responsáveis por acionar os linfócitos T do tipo CD8, produtores de toxinas que matam as células infectadas.

— As TCD4 acionam também os linfócitos B, produtores de anticorpos. Mas estudos posteriores mostraram que um tipo específico de linfócito TCD4 poderia também ter ação citotóxica sobre as células infectadas. Os portadores de HIV que tinham as TCD4 citotóxicas conseguiam manter a quantidade de vírus sob controle na fase crônica da doença.

Rua Santa Luzia 206, Centro, Rio de Janeiro - 20020-021
E-mail: enfermaria28@ig.com.br | +55 (21) 2544-2123 / +55 (21) 98840-2123
copyright 2013/2016 - Santa Casa da Misericórdia - Enfermaria 28
Ative Soluções